As gírias de Rupaul’s Drag Race que você precisa saber

filmesgaysjulho 15, 2017Visualizações 4684

Não vai ficar sem entender quando azamigas saírem falando, né? O cast da oitava temporada do reality show Rupaul’s Drag Race, da produtora World of Wonder, está para ser ser anunciada e todos os fãs já começaram a fazer suas apostas e a falar do seriado. Se você anda um pouco por fora, não se preocupe, a Lado A separou uma lista com as 10 principais gírias das drags americanas para você sair fluente nessa língua.

Confira:

No T, No Shade – Essa é uma das principais gírias falada ao longo das sete temporadas. Ela quer dizer algo como “sem fofoca, sem veneno, apenas a verdade”. Mas ela conta com diversas variantes, como “All T, All Shade”, “All T, No Shade” e “No T, All Shade”. A mama Ru e a Alyssa Edwards, que esteve em Curitiba mês passado, são as que mais usaram.

Sickening – Toda Drag Queen que passa pelo seriado tem por objetivo ser “sickening”. É considerado um elogio supremo e quer dizer que ela é tão incrível que chega a ser doentia, enjoativa e nauseante. Mas no bom sentido, é claro. Uma das cenas mais marcantes da 6ª temporada é a entrada da Laganja Estranja, onde ela cai e diz: “Let’s get sickening”.

Can I get an Amen? –  Uma das frases que melhor representam a deusa Ru. A frase faz um trocadilho entre “Posso conseguir um amém?”, de amen, e “Posso conseguir um homem?”, de a man. Ela faz essa brincadeira no final de todos os episódios e as competidoras respondem com um alto “Amen”.

She Done Already Done Had Herses – Nas primeiras temporadas, a chamada para o mini desafio era “Uh Gurl, you got a Shemail”. Entretando, shemale é um termo ofensivo usado em inglês para designar transexuais e travestis. Depois de muitas críticas, a Ru decidiu trocar a chamada e, na 7ª temporada, ela apareceu com o “She Done Already Done Had Herses” que é uma expressão que ela ouviu em um restaurante. O significado? Ninguém sabe dizer ao certo.

She Owns Everything – Frase bastante usada pelos jurados. Quer dizer que a queen em questão é segura de si e se empoderou de toda a personagem montada. Também quer dizer que ela é rainha e dona do mundo.

Fishy – As fishy queens marcam presença em todas as temporadas do programa – que, aliás, funciona através de um padrão de “tipos” de drag queens. As fishy são as femininas, com personalidade e trejeitos bastante afeminados. Gia Gunn é conhecida como a rainha das fishy.

Eleganza Extravaganza – É um termo que designa um alto grau de elegância de um vestido ou look. O termo tem origem, como boa parte das frases usadas pela Ru, nos bailes realizados pela comunidade gay negra do gueto norte americano, onde as drags se montavam e competiam em diversas categorias. Esse ambiente todo é retratado no documentário Paris is Burning, de 1991.

Shantay, you Stay – Outra referência de Paris is burning, a gíria é usada para dar a vitória a uma das competidores que dublou para não ser eliminada. Esta, então, permanece na competição.

Sashay Away – É usado para eliminar uma competidora. Mas é bastante usado no meio para dar aquele shade e dizer que a inimiga está horrível e pode ser eliminada.

Charisma, Uniqueness, Nerve and Talent – Para a Ru, essas são as 4 qualidades essenciais para uma drag queen da realeza: carisma, originalidade, talento e tenacidade.

Tem ainda os neologismos: Condragulations (Parabéns de drags) e gurl (variação de girl, garota) entre infinitas expressões que surgem a cada programa.

Você incluiria alguma outra gíria no nosso glossário? Conta pra gente nos comentários.

Categories
Compartilhe2

Deixar um Comentário

Nome *
Adicione um nome de exibição
Email *
Seu endereço de e-mail não será publicado
Website

Se você for assinante de nosso serviço e não está conseguindo entrar.Clique Aqui